Vidro Temperado:

A fabricação do temperado, considerado vidro de segurança, é realizada por meio de um forno de têmpera horizontal ou vertical. O vidro float (comum) é submetido a um processo de aquecimento e resfriamento rápido que o torna bem mais resistente à quebra por impacto, apresentando, assim, resistência até cinco vezes maior que a do vidro comum. Depois de temperado, o vidro não pode ser beneficiado, cortado, furado etc. Portanto, qualquer processo de transformação tem de ser feito antes do processo de têmpera.

 

Sua principal característica é a resistência. Resiste ao choque térmico, flexão, flambagem, torção e peso. É considerado um vidro de segurança, pois, em caso de quebra, fragmenta-se em pequenos pedaços pouco cortantes, o que diminui o risco de ferimentos.

 

É muito utilizado na construção civil, na indústria automotiva e na decoração. É também o único vidro que pode ser aplicado como porta sem a utilização de caixilhos.

Fonte: ABRAVIDRO - https://abravidro.org.br/vidros/vidro-temperado-2/

Sobre Box de Banheiro:

Os materiais mais utilizados na fabricação do box do banheiro são o vidro e o plástico. O plástico é uma opção mais econômica, mas é um material que não apresenta uma qualidade e uma durabilidade tão boa quanto o vidro. Já o vidro é uma escolha certeira, oferecendo qualidade, um acabamento bonito, elegante e, o principal, durabilidade. 

Para escolher o tipo de abertura para o box antes de mais nada é importante é levar em consideração o layout do seu banheiro. Os tipos de aberturas utilizadas são:

  • Box de correr: É o sistema onde as portas deslizam para as laterais através de um trilho. 

  • De abrir: As laminas são abertas através de roldanas laterais que movimentam as portas abrindo-as para dentro ou para fora dependendo do layout do seu banheiro. 

  • Camarão: Este tipo de porta é composta por duas ou mais laminas que ao abrir dobram-se umas sobre as outros e são recolhidas em uma das laterais. 

  • Pivotante: O sistema pivotante consiste em uma lamina que gira sobre um eixo central.

O box do banheiro pode ser personalizado de acordo com seus gostos pessoais e as necessidades do seu banheiro. É possível desenvolver modelos sob medida com diferentes alturas, mas sempre respeitando a medida padrão de 1,90 m pois é a altura que evitará que a água respingue para fora do seu box. Também existe a possibilidade de optar pelo box que vai até o teto, tanto para garantir um visual bonito como para evitar que o vapor e o calor escape mais facilmente. Contrate os melhores profissionais para instalar o box  do seu banheiro.

Além de escolher o material, vidro ou plástico, também podemos escolher o acabamento. Além do acabamento translucido também podemos optar por acabamentos coloridos ou algum tipo de efeito que torne o vidro ou o plásticos menos transparentes como plásticos com texturas ou vidros jateados. Para escolher as ferragens o mais importante é levar em consideração os outros elementos do seu banheiro como as torneiras, o chuveiro e os toalheiros por exemplo. As ferragens cromadas são as mais utilizadas e combinam muito bem com diferentes estilos de banheiros. Também podemos optar por ferragens na cor branca e também na cor preta, muito utilizada hoje em dia em banheiros de estilo industrial.

Fonte: https://projetos.habitissimo.com.br/projeto/como-escolher-o-box-do-banheiro

Dicas para facilitar e manter a limpeza do box de banho:

Rotina de cuidados e truques caseiros são aliados para manter a peça limpa e esteticamente apresentável. Criar uma rotina é o caminho mais fácil para garantir a limpeza adequada e o bom estado do box. Mas outros truques na hora de executá-la contribui para facilitar e otimizar a tarefa, como explica Érico Miguel, técnico e designer de interiores da Ideia Glass.

 

Assim como a louça da cozinha, o box também demanda uma esponja adequada para sua limpeza. Neste caso, o ideal é optar pelo lado macio, uma vez que a face áspera pode riscar o vidro e as estruturas do box, comprometendo a estética da peça e a decoração do banheiro. Para os casos de sujeiras mais difíceis de limpar, a dica é usar a esponja com sabão neutro e água para, depois, esfregá-la com um pano macio.

 

A temperatura da água é outra aliada para a limpeza do box. Isso porque, quando quente, ela contribui para ‘amolecer’ as manchas de gordura, facilitando sua remoção. A dica de Érico é que primeiro se jogue água quente em toda a extensão da mancha de gordura para então esfregá-la com a esponja embebida em sabão neutro. Depois, basta enxaguar com mais um jato de água quente e secar o vidro e as roldanas, evitando a formação de manchas.

 

Evitar que o vidro do box embace contribui para a manutenção da limpeza da peça. Afinal, em banheiros pequenos ou pouco ventilados, o acúmulo das gotículas de água pode causar mau cheiro, além de comprometer a estética do box. Para que isso não aconteça, a sugestão de Érico é a de que os produtos antiembaçantes estejam na lista de compras dos produtos de limpeza.

 

Produtos simples e que costumam estar na despensa de praticamente todas as casas geralmente são eficazes na limpeza doméstica. E para limpar o box não é diferente, uma misturinha básica costuma ser mágica. Anote a receita: 1 colher de sopa de vinagre branco; 200 ml de álcool; 250 ml de água. Misture todos eles e aplique sobre o box com uma esponja macia. Depois, enxágue com água quente e seque com um pano macio.

 

Como tudo na vida, a limpeza do box também demanda rotina, o que facilita (e muito) a tarefa. A sugestão de Érico é a de que a manutenção básica seja realizada diariamente, bastando para isso jogar água quente do chuveiro nas peças logo após o banho. A limpeza mais pesada, por sua vez, pode ser realizada a cada 15 dias.

Fonte: Gazeta do Povo - https://www.gazetadopovo.com.br/haus/organizacao/dicas-facilitar-manter-limpeza-box-banho/

Manutenção preventiva:

 

Você sabia que, como a maioria dos equipamentos e bens de consumo, o boxes de banheiro precisam passar por uma manutenção preventiva  de tempo em tempo? É por meio dela que os profissionais vidraceiros podem identificar e consertar qualquer problema que possa surgir com o uso do dia a dia.

 

Para garantir sua segurança, preparamos algumas dicas que irão indicar se seu boxe está com algum problema.

 

Quando devo chamar um vidraceiro para a manutenção preventiva? Mesmo que seu boxe de vidro esteja funcionando perfeitamente, não é fácil identificar o desgaste natural das peças que compõem o boxe. Por esse motivo, a norma técnica ABNT NBR 14207 — Boxes de banheiro fabricados com vidros de segurança determina que a manutenção preventiva seja realizada a cada doze meses a partir da instalação ou da última manutenção.

 

Posso contratar um serviço de manutenção preventiva antes desse prazo? Sim. Na verdade, caso encontre algum dos problemas abaixo, você não só pode como DEVE interromper o uso dele e procurar um vidraceiro.

 

Portanto, verifique se: As bordas do vidro apresentam lascas, em caso positivo, o vidro deverá ser trocado; a abertura e o fechamento do boxe exigem esforço; o vidro encosta no chão durante sua abertura e fechamento; o puxador encosta na borda do vidro fixo quando a porta está aberta; o vidro entra em contato com algum material mais rígido (parede, parafuso, perfil etc.) — isso acontece quando ele está sem os batedores; a guia da porta está ressecada ou muito flexível; a estrutura do boxe não está firme; mesmo fechado, o boxe permite a passagem de água para fora.

Fonte: ABRAVIDRO - https://abravidro.org.br/punoticias/boxes-de-banheiro-saiba-quando-e-a-hora-da-manutencao-preventiva/

© 2015 by D'VIDRO

  • Instagram ícone social
  • w-facebook